RSS

sábado, 9 de fevereiro de 2013

Plantas Para Interiores e os Cuidados Básicos

Hoje vou começar a publicar os assuntos, que foram solicitados por e-mail, da GALERA NATUREZA. 
O primeiro tema que vou abordar é sobre plantas para interiores e os cuidados básicos. Recebi e-mails da Dalila Oliveira, Daniele Almeida e Guinzé Atila.
Vivemos em uma selva de pedra, onde quase não existe espaço
para as pessoas e tão pouco para natureza. Sabemos também que precisamos dessa mesma natureza para proporcionar nosso bem estar e qualidade de vida. 
Portanto, aqui estou, relacionando algumas dicas de plantas a serem cultivadas dentro de casas, escritórios, jardins de inverno, sacadas, varandas... enfim... até onde for sua criatividade... para embelezar ainda mais seu ambiente.
Obviamente, todas as espécies precisam das mesmas coisas das plantas de um jardim a céu aberto: luz, água, solo, nutrientes, etc...
Se você já teve problemas com plantas de casa, no passado, foi provavelmente devido à luz incorreta e / ou rega. As plantas são como pessoas --- cada (espécie) é um pouco diferente e tem seus próprios caprichos. A chave é descobrir o que faz a planta feliz.

1 - Cactos
Os cactos são considerados extremamente fácies para o cultivo. 
Mini-cactos: charmosos, podem ser cultivados em qualquer lugar. Média a baixa luminosidade. No verão, a cada 6 ou 7 dias deve-se regar com um pouco de água. No inverno,  de 10 a 12 dias já é o suficiente. Essas plantas tem uma reserva natural em seus caules. Se você regar mais que o necessário, poderá comprometer a sobrevivência dele. 



2 - Palmeira-raphis (Raphis excelsa) 
É uma das plantas mais cultivadas em vasos para interiores. Baixa a média luminosidade. Tem crescimento lento. Manter a terra sempre úmida, reduzindo as regas nos meses mais frios.

Raphis excelsa
foto 1: pesquisa google
foto 2: enciclopédia europa

3 - Jibóia (Epipremnum aureum)
A jibóia é uma das plantas de interior mais eficaz na purificação do ar. Sua espécie epífita,  se entrelaça nos troncos e galhos de árvores, agarrando-se aos mesmos com suas raízes aéreas. Baixa a média luminosidade (gosta de ficar perto de janelas). Regar no verão de 3 a 4 vezes na semana e no inverno 2 vezes na semana (moderamente). Um dica é ter um solo como boa capacidade de drenagem.


Epipremnum aureum

Foto 1: enciclopédia europa
Foto 2: pequisa google

4 - Zamioculca (Zamioculcas zamiifolia)

Pensa em uma planta fácil de se cuidar... Pensou?...É essa Zaza, ops, zamioculca. Tolera pouca luz. Se deixá-la diretamente no sol poderá queimar suas folhas. Crescimento lento. Regas no verão 3 vezes na semana e no inverno de 1 a 2 vezes na semana.


Zamioculcas zamiifolia


5 - Lírio-da-paz (Spathiphyllum wallisii).
Lírios da paz são caracterizados por brilhantes folhas verdes e flores brancas. De fácil crescimento, deixam um ambiente bem relaxante. Luz moderada (sem sol direto). O excesso de sol direto pode amarelar as folhas e causar queimaduras. Caso ele esteja em um local mais bem iluminado, regue mantendo a terra sempre úmida, mas não encharcada. Em locais mais escuros, deixe a terra secar um pouco antes de regar novamente.

Spathiphyllum wallisii
foto: enciclopédia europa

6 - Palmeira Bambu (Chamaedórea elegante)

Palmeira de baixa manutenção, crescimento lento, mas pode chegar até 2 metros, muito elegante, uma ótima opção para qualquer sala. Luz moderada ou uma posição semi-sombreado perto de uma janela irá atender esta palmeira. Regar de 2 a 3 vezes nas semana. Manter terra úmida sem encharcar.

Chamaedórea elegante

foto: site http://casadaidea.com.br

7 - Pau d'agua (Dracaena fragrans)
Pau d'agua é uma das espécies que eu mais gosto e acho lindooo. Meu sonho de consumo.  Uma planta exótica fascinante. Gosta do calor e da luz, mas não da luz solar direta. Regar de 2 a 3 vezes nas semana durante os dias quentes e 1 a 2 vezes em dias mais frios.

Dracaena fragrans


  Dracaena fragrans

foto: pesquisa google

Essas são apenas algumas das espécies legais para ambientes de interiores. Resistentes, de fácil cultivo, e geralmente podem suportar rega irregular, luz irregular ou ruim, e temperaturas flutuantes.
Não se esqueça de uma regra que é válida para todas as espécies: nunca deixe a terra ficar encharcada.

Quero agradecer pelos e-mails que recebi (e estou recebendo) e logo mais, mais assuntos.
Abços e bjkas...hasta...la...vista...fui


Juh Souzza

Paisagismo, jardinagem e decoração floral











    


links relacionados:
http://mdemulher.abril.com.br/casa/fotos/jardinagem/20-plantas-ambientes-fechados-634505.shtml#20
http://casadaidea.com.br/dicas-decoracao/paisagismo-3-ideias-de-plantas-para-interiores-por-isabela-herbetta/

3 comentários:

  1. Bom dia Juh Souzza, gostei das dicas e das fotos q publicou. Deu pra ter uma noção do que quero. Mandei outro email. Vc recebeu? Bjos Guinzé Atila.

    ResponderExcluir
  2. Amei.... Ja me decidi que a minha planta para colocar na sala de casa sera a opçao numero 7 - Pau d'agua (Dracaena fragrans)
    obrigada! Dalila.

    ResponderExcluir
  3. Oiiii Jú minha linda, vc é ligeira hein...rsrs... Gostei muito das dicas e como disse a Dalila no comentário acima, eu também quero esse Pau d'agua para minha sala. Acho que vai ficar muito legal. Quero dizer também, que ficou genial as fotos que vc colocou, mostrando de como fica os vasos nos ambientes. Quesito Harmonia: NOTA 10. Bjs da Dani Almeida

    ResponderExcluir