RSS

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Jardim Contemporâneo


“Nestes jardins os elementos de decoração muitas vezes possuem linhas retas e simples e quase sempre dão vez ao "prazer de viver”. Neste caso, as piscinas, jacuzzis e quadras de esportes, são pontos fundamentais no jardim que se caracteriza por plantas estruturais que realcem e façam um pano a estes confortos. Geralmente as pavimentações são lisas, bem confeccionadas, de materiais caros e nobres, e a mobília adaptada ao modernismos de vida requerido dela. Os vasos podem ser quase esculturas ou jardineiras construídas para este fim.” (site http://www.paisagismobrasil.com.br)

"O Jardim Contemporaneo é a renovação e a inovação de todos os estilos. Basta agregar a criatividade com o ambiente e as espécies utilizadas. A paisagem é campestre, alegre e florida, fazendo a integração entre o jardim e a casa. Peças decorativas também são utilizadas. Não há uma regra a seguir, o estilo é livre e faz referencias a outros estilos. Bambu mosso, pandanus, árvore do viajante, palmeiras de formatos mais exóticos, suculentas, etc..."
(Jú Souzza)

Jardim Japonês

A arte do paisagismo no Japão é antiga e provavelmente originou-se da China e da Coréia muito antes do sec VI.

"O jardim japonês é a representação da natureza em escala menor. Neste objetiva-se um equilíbrio total de todos os elementos para transmitir sensação de quietude e repouso. Todo o supérfluo deve ser cortado e o projeto só estará pronto quando nada mais possa ser removido dele." A. Watanabe


O Jardim Japonês tem três tipologias:
1 – Jardins Paradisíacos-Paisagens em miniatura.
Foto: By Jú Souzza - Jd Botanico Pampulha/MG
2 – Karenzansui-Jardim Seco.


3 – Jardins de Chá.
Foto By Jú Souzza: Solo Sagrado – Represa de Guarapiranga/SP
Plantas em formatos arredondado ou em plataformas: azaléias, buxinhos, podocarpus, alguns pinheiros. Bambus, pittosporum, fatsia, ardísias, gardênias, camélias, grama-preta, musgo, silaginela, Acer, cerejeira, pinheiro matsu, tuia-jacaré, tuias, cipestres, hortênsias e nandina.

Obs: informações baseadas nas apostilas do curso Estilo de Jardins - IBRAP

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Jardins Naturalistas


Jardim Naturalista Inglês
- retorno a natureza - formas naturais
- algumas topiárias
- canteiros coloridos


Jardim Naturalista Inglês
- retorno a natureza - formas naturais

- algumas topiárias
- canteiros coloridos



Jardim Naturalista Árido
- plantas de clima tempo e seco
- rústicas e rupestres
- suculentas, cactáceas, bromélias, palmeira fenix

 
Jardim Naturalista Aquático
-plantas emergentes e flutuante
- pouca manutenção
- aguapé, pistia (alface d'água), salvínia (samambaia flutuante)

Obs: informações baseadas nas apostilas do curso Estilo de Jardins - IBRAP

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Jardim Clássico

Jardim Clássico
- Européia (principalmente francês e italiano)
- Predominam coníferas
- Demonstram o poder do homem sobre a natureza
- Canteiros mosaícos (coloridos)
- Cercas vivas
- Topiárias
- Plantas de crescimento rápido
- Árvores somente nas extremidades
Obs: informações baseadas nas apostilas do curso Estilo de Jardins - IBRAP

Juh Souzza

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Museu de Árvores - Tree Museum

Nós, brasileiros, muitas vezes ouvimos falar sobre os jardins botânicos espalhados pelo nosso Brasil. Lugares esses que cuidam da nossa flora e a maioria são abertos ao público, no qual podemos estudar e receber orientações de cultivo, manutenção, conservação e divulgação de uma determinada espécie.
O suiço Enzo Enea (arquiteto paisagista) junto com a empresa OAD (Oppenheim Architecture + Design) inovou criando um Museu de Árvores (Tree Museum) em Zurique, na Suiça.
O local dispõem de 2.000 espécies. Cada árvore é exibida de uma forma impressionante. Algumas espécies mostrada contra um fundo de pedra e grama verde.
A área do museu tem 2,5 hectares e foi inaugurada em 2010.